RUDEBOY

O nigeriano Rudeboy, também conhecido como King Rudy, é um dos artistas mais respeitados e influentes da África. Com uma carreira musical de mais de uma década, ele abriu o caminho para uma nova geração de artistas como parte da dupla de música P-Square e com um acto solo. Actualmente no topo dos gráficos com seus últimos lançamentos, "Together", com Patoranking, "Somebody Baby" e "Reality", o talentoso compositor continua a escrever alguns dos maiores sucessos e músicas contagiantes da África. Ele faz uma estreia no Coke Studio Africa 2019 ao lado do peso-pesado queniano Khaligraph Jones. O par será produzido pelo Kenyan Magic Mike.

CARREIRA

O cantor, compositor e produtor contratado pela Rudeboy Records iniciou sua carreira como membro da agora extinta dupla P-Square. Começou sua carreira solo em 2017 lançando dois singles de enorme sucesso: "Fire" e "Nkenji Keke". Em 2018, lançou cinco singles, incluíndo      "Is Allowed", com Reminisce e "Together" com Patoranking. Como parte da P-Square, ele dominou as ondas musicais em toda a África, com hits como "Personally", "Alingo" e "Do Me" e também lançou seis álbuns de estúdio. O reconhecimento continental trouxe vários prêmios, entre eles: Artista do Ano no Kora Awards (2010) e Melhor Grupo no MTV Music Africa Awards (2009).

 

 

INTERESSES MUSICAIS

Com uma ampla base de fãs em todo o mundo, Rudeboy iniciou um tour de enorme sucesso na Europa em julho de 2018, onde apresentou-se em 10 cidades durante um período de um mês. Também participou de tours e apresentou-se em shows esgotados nos EUA e em Ruanda. Ele também foi um acto de surpresa, cortesia do Coke Studio Africa no Koroga Festival (Quénia) em Novembro de 2018. Rudeboy trabalhou com artistas como Akon, T.I, Diamond Platnumz e Timaya, entre outros.

 

PERFIL  

Nascido Paul Okoye, Rudeboy cresceu na Nigéria e frequentou a escola secundária St. Murumba. É a partir daqui que ele nutriu seu talento musical juntando-se ao clube de música e teatro da escola e começou a cantar, dançar e imitar músicas de MC Hammer, Bobby Brown e Michael Jackson ao lado de seu irmão gêmeo Peter. Mais tarde, juntou-se a um quarteto de acapela e então formou um grupo chamado "Smooth Criminals" em 1997. O grupo separou-se dois anos depois para abrir caminho para a P-Square - que será lembrada como um dos primeiros grupos pop star africanos.